'É brincadeira', alega vereador de Portel após dizer em vídeo que faltaria um mês de serviço para se divertir em praia

Nas imagens, Emerson Lobato (PRTB) diz que ele e uma servidora não vão levar falta devido ele ser líder do governo na Câmara.

A promotoria de Justiça de Portel informou que investiga o caso.

Após aparecer em um vídeo dizendo que faltaria um mês de serviço para se divertir em balneário, o vereador Emerson Lobato (PRTB), de Portel, no arquipélago do Marajó, publicou um vídeo de retratação.

Na filmagem, ele alega que tudo não passou de uma brincadeira e que postou o vídeo em um grupo familiar, para fazer uma piada com a cunhada. O vídeo em que Emerson declara que passaria um mês fora do serviço para ficar na praia causou revolta na população de Portel, que é um dos municípios mais pobres do Pará, com um dos menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do país, ao lado de outras cidades do Marajó, como Melgaço, Chaves, Bagre, Anajás, Afuá.

Na gravação polêmica (veja abaixo), Emerson aparece andando de moto com uma servidora de uma escola.

Em seguida, os dois aparecem em uma praia em Porto de Moz.

Nas imagens, veja acima, o político diz que vai passar um mês na praia e que ele e a mulher não vão levar falta devido ele ser líder do governo na Câmara.

Vereador de Portel (PA) aparece em vídeo curtindo praia e zombando de servidores "Vou passar um mês aqui e a minha mulher não pega falta, porque eu sou líder do governo, o prefeito precisa de mim, o diretor de lá me respeita.

Dois meses aqui e não tenho uma falta, agora se o teu marido faltar..." “Brincadeira” Após aparecer em vídeo dizendo que faltaria 1 mês de serviço, vereador do PA se retrata “O vídeo está totalmente fora de contexto pois não foi gravado com algum teor ofensivo ou vexatório, foi apenas uma brincadeira enviado em um grupo de amigos em um aplicativo de mensagem instantânea, porém direcionado a minha cunhada, apenas”, alega o vereador. Na retratação, enviada também por meio de nota à imprensa, o vereador diz que conhece a lei orgânica do município de Portel, e que “jamais passaria um mês fora das funções políticas”.

“Aproveito para esclarecer que o motivo da minha viagem foi única e exclusivamente para visitar minha mãe que está passando por um momento crítico de saúde.

Fora de minhas funções estou há apenas 5 dias, desde o dia 15 de novembro de 2019, estes na cidade de Porto de Moz”. Segundo o vereador, o vídeo polêmico foi gravado na praia da Chácara, em Porto de Moz, onde ele estaria pela comemoração dos 129 anos do município, comemorados nos dias 18 e 19 de novembro, “onde vários políticos da região também estavam presentes”.

“Gostaria novamente de me desculpar pelo mal entendido”, conclui. Polêmica Segundo o vereador Walber da Silva, o Paixão, (PDT), da base de opositora, Emerson Lobato está há duas semanas sem comparecer às sessões que são realizadas às terças e quintas.

"Se ele não aparecer, vamos pedir a instalação de uma comissão para investigar essa situação, pois deixou um clima na cidade de aborrecimento, as pessoas estão revoltadas, inclusive já comunicamos ao Ministério Público", afirmou.

O promotor de Justiça de Portel, Rodrigo Vasconcelos, informou que foi determinada a instauração de uma notícia de fato para apurar as suspeitas de improbidade administrativa e requisitou a instauração de inquérito policial para apurar possível crime de falsidade ideológica, entre outros crimes.

"O delegado agora deve apurar, até porque não há confirmação ainda de quando foi feito o vídeo.

É preciso cautela, por isso instauramos os devidos procedimentos para investigar e devemos tomar as providências necessárias", afirmou.

Categoria:Pará